terça-feira, 25 de setembro de 2018 0 comentários

Cena # 1890 - Apanhado na Rua,



- Entraste em Medicina?
- Não, falta-me três décimos: o décimo, o décimo primeiro e o décimo segundo.





segunda-feira, 24 de setembro de 2018 0 comentários

Cena # 1889 - Num Espaço tão Pequeno, Desentenderem-se É o Caos:



: Estou de baixa porque o tico e o teco não se entendem!






0 comentários

Cena # 1889 - Lembrei os Galos de Criança...



Juntas de manhã e juntos à tarde, mais consultório e o Lar.
Pelo meio: vão cento e três vistos e uma galinha, e a galinha dada não se olha o dente: aceita-se 

E pronto:
Enfiei à pressa a galinha no frigorífico da minha mãe, fora o sangue da cabidela,

É da quimio e da idade, da idade e da paciência sem paciência para a quimio e para a galinha, do sangue que lhe sugam,


Lembrei os galos de infância, há que ser paciente,
Ela, aflita,
- Mas enfiaste a galinha viva dentro do frigorífico ?!








domingo, 23 de setembro de 2018 0 comentários

Cena # 1888 - Na Consulta da Asma: *



- Tem bichos em casa?
- Só o meu namorado. E já faz muito lixo!!


















*à colega Patrícia Carneiro que me cedeu a história, muito obrigado.
sábado, 22 de setembro de 2018 0 comentários

Cena # 1887 - Aqui Há Gato (por enquanto...)



A Leonor,
- Isto está entregue aos bichos!
- Às vezes também me acontece...
- Acontece, o quê?!
- Chamarem-me veterinário: e quem fica mal são eles...


Não é isso!,
Era tarde quando o gato velho chegou à Urgência, dispneico,
Com os bofes de fora e a bater a bota, e eu a bater mal, a estabilizar o animal e a mim, para não deitas as garras à jugular da dona,
- Oh, doutora, não se esqueça de lhe cortar as unhas!, Crescem, encaracolam e, depois, encravam!

E naquilo, esticou as patas. Enquanto o bicho esticava o pernil.











#hajaprioridades
#quasemortomasdemanicurefeita

 
;